Yemanjá


Como vocês devem saber, eu sou fiel da Santa Igreja, fiel a Fé que foi creditada aos apostólos. Ao longo dos quase 2 mil anos de existência, a Igreja apoiá-se em 3 grandes, digamos, pilares; ei-los, o autêntico Magistério, as Sagradas Tradições, e a fonte das anteriores, a Sagrada Escritura.

Falo da tradição. Tradição de verdade não é uma coisa que você faz vez ou outra, não aquilo que você só ouve falar mas nunca vê, não é aquilo que é sazonal. Tradição repete-se desde tempos imemoriais! Assim é a costumeira oferenda das religiões africanas para a orixá Yemenjá.

Acho um absurdo sem tamanho esse povo ser obrigado a mudar sua data religiosa por eventos seculares recentes. Uso a palavra ‘obrigado’ pois a eles nada restou senão mudar a data, uma imposição, uma alteração a seus ritos.

Escrevo em favor dos umbandistas e afins porque creio que esse cerceamento é semelhante a obrigar os centenários sinos das igrejas calarem-se, tome o exemplo. Muito mais que liberdade religiosa isso é preservação da cultura de um povo. Do povo brasileiro cujas raízes são tão profundamente presas aos ritos católico e africano‼

Não moveria uma palha se a restrição (leia-se amputação cultural) fosse a um mega show evangélico no Aterro do Flamengo, isso nunca esteve nos nossos livros de história.

Gosto de manter as coisas ao meu redor como sempre foram (tendo atualizações, é claro), principalmente, por respeito as pessoas que vieram antes de mim. Pessoas que falavam ‘amém’ nas missas antes de mim, até mesmo pelas pessoas que jogavam suas flores brancas no mar de Copacabana no dia 31 DEZ!

**–

A quem interessar possa os católicos tem no último dia do ano, dedicado a São Silvestre I, missa em memória do santo, que foi papa. Podendo também ter as Vésperas solenemente celebrada, pois é a véspera da solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus.

“Vésperas solenemente celebrada” está correto, procure por Liturgia das Horas.

Edit:

Outro texto sobre Tradição https://leandro931.wordpress.com/2010/12/06/modernidade-e-ave-maria/